Levar um outro olhar para a administração pública baseado na filosofia sistêmica de Bert Hellinger. As obras de Bert Hellinger não tratam especificamente da administração pública, por isso embarco num processo de aprendizado. Compreendo a administração pública para além da burocracia, pois, em essência, estão os relacionamentos humanos. Na minha percepção, a administração pública pertence ao campo da administração, que envolve pessoas as quais se relacionam. Os relacionamentos, por sua vez, são a parte mais significativa da vida e a vida é sistêmica. Essa lógica não é linear, mas apresento dessa forma apenas para ser didática.
O desafio é aplicar a filosofia de Bert Hellinger na administração pública e colaborar para transformá-la em Administração Pública Sistêmica – APS. Dentro dessa perspectiva, a proposta é abrir espaço para tratarmos do tema e, na medida do possível, contribuir para que haja uma expansão na forma em que cada um vivencia seu pertencimento, lugar e capacidade de trocas no campo da administração pública.
Sendo assim, este é um espaço onde cabem muitos assuntos, especialmente porque o extraordinário da vida é o ordinário, o comum, o cotidiano, o simples. Muitas referências poderão ser usadas, mas a base estará na filosofia de Bert Hellinger.
Acredito que, assim, poderemos oferecer algo mais às próximas gerações. Essa é uma jornada de aprendizado contínuo, construída passo a passo. Caso queira fazer parte, seja bem-vindo(a).